segunda-feira, 17 de outubro de 2011

CONTINUAÇÃO DA POSTAGEM ANTERIOR



O que fazer com relação a isso? Nada. Nada. Ah, vocês respiram isso, na verdade. Essas energias não estão aqui para feri-los. Ah, parte delas tem um tipo de coloração, uma certa tendência para isso, tem sua própria dinâmica. Mas está, realmente, apenas voltando pra vocês. É tudo que está fazendo. Não fiquem impressionados, assustados com essas energias. Não fiquem imaginando que tipo de demônios vocês libertaram. Nós não teríamos feito o exercício se vocês não pudessem lidar com elas.


Não façam isso com ninguém que não esteja em alinhamento. Não saiam por aí tentando fazer isso na igreja do bairro. [Risadas] É realmente perigoso – psicologicamente, com certeza, e espiritualmente perigoso – fazer uma coisa dessas se a pessoa não estiver pronta, se não souber o que é um aspecto e não compreender como funciona a energia. Se ela não entende a energia – se vocês falam de energia e ela acha que vocês estão falando das luzes, da eletricidade das casas – não façam isso com ela.

Vocês estão prontos. Vocês estão prontos. Dez anos de preparação com Tobias e existências de preparação por conta própria. Vocês vão descobrir que existe uma... que existem ondas de energia que chegam, e vocês vão reconhecê-las em seus sonhos, nas alterações da energia corporal e está tudo bem. Tudo isso é bom. Certamente. São vocês. São vocês. São os potenciais de vocês. São as coisas que vocês plantaram no jardim e, que agora, estão prontas para a colheita.

Às vezes, uma faceta ficará jogando com vocês. Não prestem atenção. Respirem isso. Respeitem. Respeitem.

Quando a gente abre as portas dos potenciais do passado, vocês entendem que sua história não é tudo que vocês pensavam que era – vocês não são o que pensavam que eram – e vocês vão sair do equilíbrio por um tempo, porque estão acostumados a se definirem como vocês mesmos. Vocês passaram uma existência tentando, absolutamente, se definirem, definirem esta ilusão, este potencial. Então, isso vai tirar o chão de vocês por um tempo.

É onde entra este grupo chamado Shaumbra, que se reúne, apoiando uns aos outros, compartilhando, dizendo: “É, passei o dia sem saber que diabo está acontecendo.” E outro Shaumbra pode chegar e dizer: “Já tive um dia assim, mas sabe de uma coisa? O dia seguinte foi incrível, o dia seguinte representou um enorme salto de consciência.” Vocês têm esta energia disponível no momento.

Eu lhes disse, no encontro passado, que estarei com vocês em cada passo do caminho, e realmente estou. Eu falo sério – em cada passo do caminho – e, às vezes, será um pouco difícil; às vezes, será magnífico, e vocês olharão pra trás e dirão: “Que vida sem cor, sem graça. Que vida chata eu levava.” Assim como, neste momento, Cauldre está pensando como é incrível eu poder trabalhar dentro do corpo dele, na mente e no espírito dele, bem como em vocês, e isso ser tão confortável, de fato. Agora, o que me impressiona é como alguém pôde ficar dez anos sentados numa cadeira de olhos fechados sem se mexer! Que sem graça!



E ser humano não é uma bênção? É uma experiência. Não é um teste nem um experimento. É uma vivência e uma descoberta de sua natureza soberana.

Vou tratar da luz e da escuridão no nosso próximo encontro. Vamos ter algumas experiências na França com a luz e a escuridão. Mas, por agora... Você ainda não se lembra Kathleen? [Kathleen diz que “não” com a cabeça.] Posso lhe perguntar de novo no mês que vem?


A propósito, os sonhos na Nova Energia são diferentes; a interpretação dos sonhos é diferente do que era na Velha Energia. Na Velha Energia, os sonhos eram uma série de símbolos, quase sempre, muito, muito difíceis de entender. Pareciam coisas doidas às vezes. Então, o que vocês fizeram? Vocês os afastaram.

Os sonhos na consciência do momento são, de fato, muito mais, como vocês dizem, literais. Às vezes, são um pouco confusos, mas serão mais literais. Se vocês tiverem um sonho à noite em que estão numa jornada e num projeto, trabalhando com outras pessoas, provavelmente, é isso mesmo que está acontecendo. Vocês estão abrindo as portas e começarão a ter sonhos novamente.

Bom, Shaumbra nós tivemos muita conversa e um pouco de vivência hoje – abrindo os potenciais do passado. É tão real quanto qualquer coisa. Entendendo que a história de vocês, que vocês conhecem, é apenas um pedaço do que foi e do que poderia ser. Quando vocês fazem isso e trazem tudo de volta para o momento do Agora, bem aqui, muda absolutamente o que vocês acham que será seu caminho no futuro. E é por isso que eu digo “esperem o inesperado”.

Se vocês relacionarem tudo que aconteceu com vocês antes, uma versão disso vai acontecer com vocês no futuro – talvez uma versão mais fácil ou mais rica. Agora, não estamos mais nesse caminho. Ele muda, então, coisas inesperadas acontecem. Não deixem que isso tire seu chão.

Ouçam minhas palavras – dão deixem que isso tire seu chão. Não deixem que isso faça com que queiram correr e se esconder. A última coisa que qualquer um de vocês precisa agora é voltar a se esconder. Traga isso como energia como algo que vocês certamente criaram e manifestaram.

Repitam este exercício sozinhos ou com um pequeno grupo de Shaumbra. Quando fizerem isso, também estarão convidando para sua vida essa coisa chamada Nova Energia. Não quero definir a Nova Energia, não vamos abordar isso hoje. Mais tarde. Mas, agora, com os potenciais do passado abertos, trazidos para cá, a Nova Energia tem a liberdade ou o convite para entrar.

Na Nova Energia..., vou ter que escrever um livro sobre isso. Na Nova Energia, não existem potenciais. Não existem potenciais na Nova Energia, e sei que parece contradizer o que falei, mas, nela, não existem mais potenciais, e falaremos sobre isso no nosso próximo encontro. O que existe na Nova Energia? Se não são potenciais, o que existe?

Bem, vou deixá-los em suspense dramático [risadas] até a próxima reunião, e até eu encontrar alguns de vocês na França.

E, com isso, queridos Shaumbra, vou pedir a Andrah que faça..., a biologia de vocês já está falando mais alto. Fechamos nossas perguntas e respostas, fechamos o dia... Andrah vai fazer uma respiração de cinco minutos com vocês. Respirem essa energia dos potenciais.

Peço licença pra me retirar, mas, antes, quero lembrar a vocês que tudo – tudo na criação –está bem. Tudo está bem em toda a criação. Lembrem-se disso. Não existem partes fragmentadas na criação, partes incompletas, partes faltando ou o que chamam de partes escuras.

Tudo está bem em toda criação e, portanto, Eu Sou Adamus.

E assim foi.

Convido cada um de vocês agora… Neste momento, peço que cada um de vocês feche os olhos enquanto mergulha no seu âmago, no você autêntico, perdoado, verdadeiro, no lugar onde reside esse você brilhante.

Respire fundo agora. Permita-se respirar bem profundamente. Sinta a si mesmo enquanto navega, celebra, flutua e mergulha mais para dentro de si, dentro de si, onde esse espaço doce, doce espera por você.

Sim. Sim. Sinta, enquanto se permite mergulhar mais fundo, mais fundo, mais fundo nesse rico, belo, lindo você. Sim. Sinta a doçura, essa doçura chamada você, sim, a música que está tocando, o calor que está aí para amá-lo, a doce fragrância de você, sim, sim, tudo isso. Como uma obra musical. Nota por nota. Nota por nota. Criando a obra prima que é você. Sim. Respire profundamente com você mesmo.

Respire bem profundamente, observando todas as energias e vibrações desacelerarem, desacelerarem, pois nesse ritmo mais lento você pode sentir o aroma, o aroma deixa você mais autêntico, como se estivesse sentado no fundo de um grande lago muito tranquilo. Cada gota d’água parece criar um reflexo de você.

Respire, respire profundamente. Receba, receba agora todos os potenciais, as cores que são suas. Sim. Simplesmente, receba. Uma respiração de cada vez. Sim. Uma respiração de cada vez. Sim. Mais profundo e mais profundo. Sim. Uma chuva de potenciais. Sim. A cada respiração, sentindo fluir gentilmente, gentilmente, receba-os agora. Sim.

Observe a chuva de estrelas, salpicando seu brilho em você. Respire mais fundo, mais fundo, mais fundo. Sim. Sim. Quanto amor, quanto amor vindo pra você. Sim. Este potencial está trazendo muito amor pra você. Sim, apenas respire, apenas respire. Respire e receba. Respire e receba. Sim. Que incrível! Respire agora. Respire de novo. Só para você. Só para você. Permitindo que você sinta a liberdade em cada respiração.

Cada potencial é uma respiração de amor. Uma respiração que sente a confiança dentro de você. Sim. Acredite na celebração que você é. Sim. Mais e mais profundo. Sim. Simplesmente receba, é tudo. Simplesmente receba. Sim. Obrigada. Obrigada.

Postado por Divã Cris na OUSE - CIRCULO CARMESIM- SHAUMBRA - Tradução para o Português: Inês Fernandes mariainesfernandes@globo.com




Photobucket

domingo, 16 de outubro de 2011

A NOVA ENERGIA


Natureza Soberana do Ser sendo trabalhada com a Nova Energia!

Papéis que nunca foram representados... Direções que nunca foram seguidas.

Tudo isso é seu. É tudo seu. É seu, porque, no nível divino da Alma, vocês se deram o potencial, o presente de muitos potenciais. Nunca houve destino. Vocês se deram escolhas e opções. Embora vocês expressem um potencial, os outros ainda estão lá. As energias desses potenciais ainda estão aí para vocês.

Na Nova Energia, nós reunimos tudo de novo.

Não são aspectos no sentido tradicional. São potenciais. E, enquanto andamos pelo corredor, reconhecendo toda essa energia, todo o potencial do passado, se houve uma existência em que vocês foram mortos, literalmente, antes do tempo – se foi na guerra, se foi por doença, se foi pela mão de outro humano –, isso criou um trauma que vocês trouxeram que vocês carregaram através do tempo e do espaço para esta existência. Vocês percebem que também existem potenciais por trás dessas portas em que vocês nunca foram mortos? Potenciais em que vocês estavam em paz com vocês mesmos e com o mundo? Potenciais em que vocês trouxeram amor e alegria para sua própria vida e para o mundo?

Por trás dessas portas estão energias nunca expressas, energias nunca escolhidas, energias nunca trazidas para a realidade física. Mas elas ainda estão aí.

Enquanto caminhamos pelo corredor, com seu Pakauwah ao seu lado, vocês podem permitir que as portas comecem a se abrir. Vocês não têm que abri-las; elas parecem abrir quando vocês passam por elas. Por quê? Porque, agora, vocês estão escolhendo liberar essa energia. Agora, vocês estão escolhendo trazê-la para este momento do Agora, esta realidade. Vocês estão escolhendo perceber, acima e além de qualquer coisa, que sua história em si é uma ilusão. Sua história em si não é nada mais do que potenciais.

Vocês não são..., a sua história e nem são o seu passado que pensam que são. E este é o princípio do “Eu Sou”.

Enquanto vocês caminham pelo corredor e as portas se abrem, elas liberam esses potenciais. E talvez não agora, talvez mais tarde, vocês percebam quanto de potenciais vocês criaram, percebam que algumas das coisas que aconteceram a vocês no passado, aquilo que vocês pensavam que era real, foi apenas uma expressão da realidade, vocês percebam que este momento que estão vivendo agora está cheio de muitos potenciais.

Continuem andando pelo corredor, lentamente, com amor, deixando essas portas se abrirem. Essa energia não vai traí-los de jeito nenhum. Mesmo que seja um potencial de terem ido – como vocês diriam – para o lado escuro, o que poderia ter sido bem real em cada existência, mesmo que vocês não o escolhessem. Quando esse potencial sair, não estará mais oculto numa energia de algo obscuro. Não estará mais nessa ilusão. Então, vocês não têm que se preocupar – como diriam – com energias escuras vindas e se infiltrando em sua vida neste momento. É apenas energia. Foi apenas um potencial.

Vocês liberam muito de si, entendendo que vocês são muito mais do que pensam ser. Vocês são cada potencial. Vocês são cada expressão, manifestada ou não nesta realidade.

Queridos Shaumbra, isto é libertador, traz liberdade.


Trazendo de Volta os Potenciais

Respirem fundo..., e se permitam voltar pelo corredor até o Ponto de Presença do Agora, que é onde nós estamos. Vocês podem voltar e revisitar o passado quando quiserem. Vocês podem voltar e repetir isso a qualquer momento. Vocês começam a se sentir presos nesta existência e, repetindo isso de vez em quando, vocês se recordam de que são muito plenos. Que são múltiplos. Que vocês não são um só. Tenho que rir quando ouço alguns desses supostos professores espirituais falando da linearidade das vidas passadas. Não é assim mesmo. Nunca foi. Nunca foi.

Então, voltem. Transportem-se novamente para este Ponto de Presença, e não façam nada com essas energias. Não tentem manipulá-las nem coagi-las. Elas virão até vocês. Elas se unirão a vocês. Elas se juntarão a vocês e não terão uma agenda, não farão rodeios. Agora, tudo é energia livre. De volta pra vocês.

Quando fazem isso, quando abrem as portas do seu passado, ah, vocês recebem algumas ondas de choque. Algumas energias chegarão até vocês e vão se chocar com vocês um pouco. O que vocês fazem? Nada. Nada, nada. Vocês não as confrontam, não fogem delas; vocês respiram essas energias. São apenas energias.

Vocês vão ter alguns pesadelos. Sinto muito dizer. Eu deveria ter dito antes. [Risadas] Terão alguns desequilíbrios na vida e algumas coisas vão mudar com as pessoas ao seu redor. E vocês terão alguns momentos emocionalmente difíceis.
cont....

segue no prox. post...




Um abraço
Photobucket

Ho'oponopono com Mãe Kwan Yin

 
Ho'oponopono com Mãe Kwan Yin

Em muitas culturas da Polinésia, acredita-se que os erros de uma pessoa (chamado hara ou hala) causou a doença. Alguns acreditam que irrita os deuses, outros que atrai deuses malévolos, e outros ainda acreditam que a culpa causada por um erro cometido doente.


"Na maioria dos casos, no entanto, ritos específicos" desatar erro "poderia ser realizada para reparar esses erros e, assim, diminuir um do acúmulo deles."

Entre as ilhas de Vanuatu, no Pacífico Sul, as pessoas acreditam que a doença geralmente é causada por má conduta sexual ou raiva. "Se você está irritado por dois ou três dias, a doença virá," disse um homem local.

A terapia que os contadores desta doença é a ''confissão''.


O paciente, ou um membro da família, pode confessar. Se ninguém confessa um erro, o paciente pode morrer. As pessoas acreditam que o sigilo Vanuatu é o que dá poder para a doença. Quando o erro é confessado, já não tem poder sobre a pessoa

Como muitos outros ilhéus, incluindo os havaianos, pessoas de Tikopia nas Ilhas Salomão, e em Rarotonga, nas Ilhas Cook, acreditam que os pecados do pai vai cair sobre as crianças. Se uma criança está doente, os pais são suspeitos de brigas ou má conduta.

Além de doença, desordem social poderia causar esterilidade da terra e outros desastres. Harmony poderia ser restaurado apenas por confissão e pedido de desculpas.


Em Pukapuka era costume de manter uma espécie de confessionário pacientes mais para determinar um curso adequado de ação, a fim de curá-las.

Tradições semelhantes são encontradas em Samoa, Tahiti e entre os Maoris da Nova Zelândia.


Prática tradicional
No Vale de Kalalau Koke'e State Park Nana Veary realiza retiros para ensinar Hooponopono


Uma lei feita a partir do fruto da árvore hala ou pandanus.


A lei hala foi dada após a conclusão do Hooponopono na tradição de kahuna Makaweliweli de Molokai


"Hooponopono" é definida no Dicionário havaiano como "limpeza mental''. Conferências família em que os relacionamentos foram estabelecidos para a direita através da oração, discussão, confissão, arrependimento e perdão mútuo e restituição" Literalmente, hoo é uma partícula usada para fazer um verbo atualizando do substantivo seguinte, como seria "a" antes de um substantivo em Inglês.

Aqui, ele cria um verbo do pono substantivo, que é definido como

“Bondade, retidão, moralidade, qualidades morais, o procedimento correto ou adequado, a excelência, bem-estar, prosperidade, o benefício condição, verdadeiro ou natureza, dever, moral, cabendo, adequado, justo, correto, reto, virtuoso, benéfico, bem sucedido, em perfeita ordem, preciso, correto, alívio, dever, deve, deve, necessário”.

Ponopono é definido como "colocar a direitos, para colocar em ordem ou forma, corrigir, revisar, ajustar, alterar, regular, organizar, corrigir, arrumar, fazer ordenado ou puro."

Preeminente estudioso Hawaiian Mary Kawena Pukui escreveu que era uma prática antiga no Havaí e este é suportado por histórias orais de contemporâneos anciãos havaianos ( Pukui registrado pela primeira vez suas experiências e observações de sua infância, nascido em 1895) em seu 1958 livro.

Autor Max Freedom Long, que viveu no Havaí de 1917 a cerca de 1930, documentado Hooponopono tradicionais como o usado por famílias havaianas em seu livro 1936


Embora a palavra "Hooponopono" não foi utilizada, no início historiadores Hawaiian documentou uma crença de que a doença era causada pela quebra kapu, ou leis espirituais, e que a doença não pode ser curada até que o sofredor expiou essa transgressão, muitas vezes com a assistência de um orando sacerdote (kahuna pule) ou padre cura (kahuna lapaau). O perdão foi procurado dos deuses ou da pessoa com quem havia uma disputa.


Pukui descreveu-a como uma prática de membros da família alargada reunião para "acertar" as relações familiares quebradas. Algumas famílias se reuniam diariamente ou semanalmente, para evitar problemas de erupção.



Outros se conheceram quando uma pessoa ficou doente, acreditando que a doença foi causada pelo estresse de raiva, culpa, recriminação e falta de perdão. Kupuna Nana Veary escreveu que quando qualquer um dos filhos em sua família caia doente, sua avó gostaria de pedir aos pais, "O que você fez?" Eles acreditavam que a cura pode vir somente com o perdão completo de toda a família.


Hooponopono corrige, restaura e mantém um bom relacionamento entre os membros da família e com os seus deuses ou Deus, obtendo para as causas e fontes de problemas. Geralmente o membro mais antigo da família realiza-o. Ele ou ela reúne a família unida.

Se a família é incapaz de trabalhar com um problema, eles se voltam para um outsider respeitado.

O processo começa com a oração. A declaração do problema é feita, e da transgressão discutidos. Membros da família devem trabalhar através de problemas e cooperar, e não "agarrar-se a falta."

Um ou mais períodos de silêncio pode ser tomado para a reflexão sobre o emaranhado de emoções e lesões. Sentimentos de todos são reconhecidos. Em seguida, confissão, arrependimento e perdão acontecem. Libera todos (kala) uns aos outros, deixarem ir. Eles cortaram o passado (oki) e juntos fecham o evento com uma festa cerimonial chamado pani, que muitas vezes incluíram comer limu kala ou algas kala, símbolo da libertação.


Em uma forma utilizada pela família do kahuna Makaweliweli da ilha de Molokai, a conclusão da Hooponopono é representada por dar a pessoa perdoada uma lei (Hawaii) feita a partir do fruto da árvore hala.

"Tia" Malia Craver, que trabalhou com os Centros da Criança Rainha Liliuokalani do (QLCC) por mais de 30 anos, ministrou cursos de Hooponopono tradicional. Em 30 de agosto de 2000, ela falou sobre o assunto para as Nações Unidas

O que exatamente precisa ser feito?


Isto é conseguido por processo de limpeza constante. A limpeza é a prática Ho'oponopono real. Limpeza quê? Você se limpar do lixo subconsciente - programas que rodam a sua vida sem a sua participação.


Aparentemente processo Ho'oponopono é muito simples. Processo de limpeza Ho'oponopono real consiste de repetições das frases a seguir:


Eu te amo

Por favor, me perdoe
Lamento
Obrigado

O QUE MÃE KWAN YIN SUGERE COMO COMPLEMENTO DE LIBERAÇÃO. SINTO MUITO, EU TE AMO, EU TE PERDÔO, EU TE AGRADEÇO, EU TE HONRO, EU TE ACEITO, EU TE LIBERTO, EU TE RESPEITO E TE APOIO, MAS SIGA SEU CAMINHO... SOMOS UNOS E DAQUI A POUCO SEREMOS TOTALMENTE UM!


SINTO MUITO, EU ME AMO, EU ME PERDOO, EU ME AGRADEÇO, EU ME HONRO, EU ME ACEITO, EU ME LIBERTO, EU ME RESPEITO E EU ME APOIO, EU SIGO O MEU CAMINHO... SOMOS UNOS E JÁ ESTOU VOLTANDO A SENTIR QUE SOMOS UM, CADA UM EM DIREÇÃO À TEU DESTINO!


EM OUTROS CASOS: PAIS, FILHOS, PARENTES OU INIMIGOS: PESSOA... VC É ESPECIAL, ASSIM COMO EU SOU E NÓS SOMOS O AMOR ENCARNADO!


PORTANTO, SÓ É POSSÍVEL AMAR AQUI,


SÓ É POSSÍVEL PERDOAR AQUI,

SÓ É POSSÍVEL AGRADECER AQUI,

SÓ É POSSÍVEL HONRAR AQUI,

SÓ É POSSÍVEL ACEITAR AQUI,

SÓ É POSSÍVEL LIBERTAR AQUI,

SÓ É POSSÍVEL APOIAR AQUI,

PORTANTO, SÓ É POSSÍVEL SEGUIR NOSSO DESTINO COM AMOR AQUI!

(Postado por Doriana Tamburini – OUSE)

REALMENTE, ESTA É A ERA DE POSITIVAR TODAS AS QUESTÕES RELACIONADAS A PESSOAS - MARIDO, FILHOS, IRMÃOS, AMIGOS, INIMIGOS, PARENTES, COLEGAS E TODOS OS VIVENTES DO PLANETA TERRA! SALVE-NOS A ENERGIA PURA, LIMPA E PERFEITA, A IMUNIZAÇÃO RACIONAL QUE FARÁ A HIGIENIZAÇÃO DE TODOS! (Post por Mel Racional).

Comentário de Mel Racional: - Brilhante Texto! Eu agradeço ao Universo pela oportunidade de cura total de Espírito e de Alma em mim e em todos os Seres do Planeta e o próprio Planeta!




Photobucket

sexta-feira, 25 de junho de 2010

PENTAGRAMA DOS SERES ESTELARES


RESPOSTA AO PENTAGRAMA DOS SERES ESTELARES NA OUSE – PÁGINA XAMÂNICA - ASSUNTO ELABORADO POR ODAIR DAIJO

Bem, o esclarecimento que posso dar dentro da cosmologia referenciado pelo Mestre MJC (O Extra Terreno, Aparelho do Racional Superior da Terra) quando Ele diz no seu livro que o cinco é o número do equilíbrio; e com os meus estudos cheguei a um entendimento próprio que os cinco equivalem a representação da cruz, isso em princípio, assim tem:
O Ponto A = Ao Pai; B = Ao Filho; C = Ao Espírito Santo; D = À Esquerda (Acompanhantes do corpo de matéria e que evoluem juntamente com o C no mesmo corpo); e a letra E = À Direita (Idem à letra D).
Então, temos o sinal da cruz perfeito: Dizemos: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo... Na linha verticalizada temos no topo o A (o Pai), no centro temos o B (o Filho, o Intergaláctico que está morto dentro do corpo de matéria) e no final o C (o Espírito Santo, o Ser que desceu para viver de experiências e que representa o corpo que terá de ascender para a sua Luz Pura, localizado entre as sombras celhas) e as demais letras, o D e o E, os Acompanhantes do mesmo corpo, a Esquerda e Direita. O A, o Pai, que se encontra no alto da cabeça; o B, o Filho no centro da testa; o C, o Espírito Santo, entre as sombras celhas; o D e o E a Esquerda e a Direita. O C, o D e o E são o Espírito Santo. Eles terão de ascender para a Luz. O C é o dono emprestado do corpo e os demais se evoluem com as brechas que o C lhes proporciona; em muitos corpos o C fica refém dos demais e quem evolui¿ o D e o E; o C fica com a encarnação perdida. Nasce novamente para evoluir o que não fez na outra vida. Sofre muito mais por isso em uma nova vida.
Com o tratamento energético da Imunização Racional, ofertados pelos Responsáveis do Alto, o Astral Superior, o C terá garantida a sua evolução energética e fará crescer o D e o E. Está aí a Era de Aquárius para a elaboração desses corpos de energia e a Luz Pura que veio tratá-los para as suas ascensões. Daí Fase Racional do Terceiro Milênio ou Fase de retorno de todos ao seu estado natural. O B será desmaterializado do corpo ou, seja, será libertado pelo C que fez tudo para desmaterializá-lo doando para o seu centro a Energia mais Pura do Planeta que é do Intergaláctico e de todos nós.
Eis o meu entendimento pelo pentagrama. Existem mais formas de interpretar via Escola Aquntarista - para contatarmos com a dodedimensão temos de penta raciocinar. Fazermos cinco raciocínios de uma só vez. Depois vejo esse escrito elaborado por mim, logo que estudei sobre as dimensões e suas maneiras de raciocinar dentro dessa Escola. Mel Racional
Photobucket

"Não busque mudar o mundo, mas escolhe mudar a tua mente sobre o mundo"

(UCEM)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...